quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Amai-vos uns aos outros!!!


"(...) Cada arvore é conhecida pelo seu próprio fruto.
Porque nem se colhem figos de espinheiros,
nem dos abrolhos se vindimam uvas.".
( Evangelho de Lucas, 6.44).
Cristo nos libertou do peso da Lei e nos colocou debaixo de uma Lei incomparavelmente superior: a Lei do Amor, a Lei do Seu Amor! Devemos nos submeter a essa Lei por obediência e gratidão. Não para que ela nos leve à Salvação pois, de fato, como cristãos, já fomos salvos bem antes de termos nascido - é assim que a Bíblia nos diz D-us nos amou antes mesmo de existirmos. Também não devemos pensar que a obediência a essa Lei nos manterá salvos - as Escrituras também nos dizem que quem nos mantém salvos é Cristo Jesus, que nos retém em Suas mãos - não nosso próprio esforço, ou obras...

De Suas mãos ninguém nos tira, e nem delas por 'vontade própria' saímos. Mesmo que em algum momento cheguemos a pensar em desistir de Jesus, Ele nos restaura o ânimo, direciona nossa visão e nos abruma os passos - é impossível desistir! Tudo acontece pela ação do nosso Consolador, o Espírito Santo. Este é, sem dúvida, o segredo da nossa permanência incondicional em Cristo.

A Graça salvadora precede o Amor; portanto, ninguém pode dizer que tem o Amor de Cristo se não houver anteriormente sido alcançado por Sua amorosa Graça! É ela quem primeiro nos resgata das garras da morte para nos colocar definitivamente nas seguras mãos de Cristo. Aí sim, o Amor nos é dado como a marca do caráter do nosso Salvador, para servir como o sinal em nós de que de fato somos d'Ele em natureza e essência. Temos um Dono, somos Seus servos, e temos Seu amor!

Certa vez, Jesus disse que os Seus seguidores seriam identificados pelo Seu Amor, e por ele literalmente regidos e sinalizados. Assim o disse exatamente para que não vivamos um 'cristianismo filosófico', vagando no campo das idéias, mas um Cristianismo genuíno, produtor de Vida e gerador de esperança para este Mundo.

Individualmente, devemos questionar que tipo de sinal andamos refletindo acerca do Cristo, ou "cristo", que confessamos. Precisamos sempre reavaliar nossas atitudes, valores e comportamento - para que em momentos de fraqueza, e diante de uma amorosa exortação como esta, não demoremos tanto para retornar ao verdadeiro cristianismo. "Nisso conhecerão todos que sois meus discípulos, se tiverdes amor uns com os outros." (João, 13.35).

Em Seu Nome.

Ricardo César Vasconcelos, pr.
Igreja Presbiteriana Unida da Penha - RJ

3 comentários:

Narinha disse...

Oi querida...desculpa a demora em vir buscar meu presentinho....ando um pouco afastada do blog por falta de tempo....mas agradeço seu carinho...Seu blog está muito lindo, parabéns pelo trabalho....conheça o site Nos Braços do Pai....www.commjesus.com.br, ele está passando por uma refirma e logo estará novinho em folha...Deus abençoe o trabalho das suas mãos e te faça prosperar sempre...beijocasssssssssss Narinha

»-(¯`v´¯)-» Vanderléia Silva »-(¯`v´¯)-» disse...

Lindo demais teu blog, ja estou acompanhando vc.
Bjos e a paz do Senhor!

Srta. Santos disse...

Olá obrigada vc amiga...olha queria umas ajudas tuas ..toh querendo mudar meu template e acrescentar alguns recursos...mas sou nova aqui...como faço?

Fica na com Deus!